Manchetes

Almirante Guerra assume o Comando de Operações Navais (CON) no Rio

Posted by Rede Notícias | sexta-feira, 2 de maio de 2014 | Posted in , ,

 
Foto: Felipe Barra / MD


O almirante Wilson Barbosa Guerra assumiu, nesta quarta-feira (30), o Comando de Operações Navais (CON) e a diretoria geral de Navegação da Marinha. Na cerimônia, realizada a bordo do Navio Aeródromo São Paulo, o ministro da Defesa, Celso Amorim, destacou a importância da Força Naval nas missões de paz no Brasil e no exterior.

“A Marinha do Brasil segue a todo vapor. Tem sido importante em operações como a que ocorre no Líbano (Unifil), bem como na garantia da lei e da ordem (GLO) no Complexo da Maré, aqui no Rio”, afirmou o ministro.

O almirante Guerra assume um dos mais importantes postos da Marinha. Ele substitui o almirante Luiz Fernando Palmer Fonseca. O evento levou ao Arsenal de Marinha do Rio oficiais-generais também do Exército e da Força Aérea Brasileira (FAB), além de autoridades civis. O comandante da Marinha, almirante Julio Soares de Moura Neto, comandou o ato de passagem de comando.

Operação Naval

Para o evento, o Arsenal de Marinha na capital fluminense montou uma operação especial. Da entrada do local até o porta-aviões, militares foram posicionados para indicar o ponto de concentração dos convidados. Duas rampas permitiam o acesso o navio.

Fundeados na Baía de Guanabara, outras embarcações e um submarino guarneciam o espaço da cerimônia de posse, iniciado com a chegada do ministro Amorim e do comandante Moura Neto. Entre discursos e substituição das bandeiras dos almirantes Palmer e Guerra, ocorreu uma salva de 17 tiros de canhão.

Já no posto máximo do CON, o almirante Guerra assistiu ao desfile das tropas. O Comando de Operações Navais é composto pelas Forças Navais, Aeronavais e de Fuzileiros Navais, totalizando 275 organizações militares. O CON dispõe de 23 navios de médio porte e um de grande porte, o porta-aviões São Paulo.
Novas embarcações

Na próxima sexta-feira (2), o comandante da Marinha, almirante Moura Neto o Chefe do Estado-Maior da Armada, Almirante Carlos Augusto e o almirante Guerra recebem os navios: Navio-Transporte Fluvial “Almirante Leverger” e Aviso Hidroceanográfico Fluvial “Caravelas” em cerimônia que acontecerá no 6º Distrito Naval, no município de Ladário (MS). As novas embarcações serão empregadas como transporte fluvial e na segurança do tráfego aquaviário na região.

Fonte: Defesanet

Ministra não garante reajuste de militares das Forças Armadas

Posted by Rede Notícias | | Posted in , , , ,

Audiência pública com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, para debater o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias, de 2015 Foto - Agência Senado

Brasília- Em audiência pública conjunta das comissões de Relações Exteriores e de Defesa Nacional e Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização, a ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, não garantiu o pagamento do reajuste de 28,86% aos militares das Forças Armadas. Segundo ela, a questão está na Justiça e a AGU entende que o pagamento somente será considerado quando houver conclusão deste processo.


 
Defesa promete respostas à Família Militar até o dia 30 Link

Um dos requerimentos que solicitou a audiência é de autoria do deputado Eduardo Barbosa (PSDB-MG), presidente da CREDN. O evento é um desdobramento da audiência pública que aconteceu no último dia 9 de abril, na CREDN, com a presença do ministro da Defesa, Celso Amorim, e da Comissão Geral que discutiu o assunto.

Barbosa afirmou que está acompanhando de perto todas as questões pertinentes à Defesa Nacional e questionou a ministra sobre a previsão de pagamento do reajuste de 28,86% concedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que entendeu que esse aumento, dado a princípio somente aos oficiais, deveria ser estendido aos demais militares.

Para o deputado, a ministra simplesmente não garantiu o repasse dos recursos para o pagamento dos militares. Segundo ela, a despesa com pessoal do Ministério da Defesa teve aumento de R$ 15,7 bilhões e o Acordo de 2013-2015 vai garantir um aumento de 30% na folha de pagamento de militares. No entanto, se houver decisão judicial a favor dos militares, o governo pagará com precatórios.

"Temos militares de auto padrão técnico e estamos observando o esvaziamento desse pessoal de alto nível das Forças Armadas, o que traz um prejuízo muito grande ao nosso país", destacou o deputado, tendo como exemplo o salário dos médicos que, nas Forças Armadas ganham pouco mais de R$ 3 mil, enquanto profissionais cubanos do Programa Mais Médicos percebem R$ 10 mil.

Eduardo Barbosa também se disse preocupado com o contingenciamento de recursos da Defesa que afetam o cronograma de execução dos Projetos Estratégicos das Forças Armadas. “Para se impor na América Latina e conseguir uma vaga no Conselho de Segurança da ONU, o Brasil precisa de uma retaguarda e uma infraestrutura”, afirmou. 


 Leia mais em :

SENADO - Militares e parentes manifestam insatisfação com salários e benefícios

Defesa promete respostas à Família Militar até o dia 30

 
Fonte: Defesanet

Marinha Francesa: Navios de Projeção e Comando de Forças Anfíbias

Posted by Rede Notícias | domingo, 27 de abril de 2014 | Posted in , , ,

Os navios são equipados com um hospital de 69 leitos, e são capazes de servir como parte de uma Força de Reação da OTAN, ou com as forças de paz das Nações Unidas e União Européia. 

BPC Mistral (L9013)

Imagem: Shipspotting.com
Imagem: www.panoramio.com
Imagem: Aircraft Carriers

BPC Tonerre (L9014)

Imagem: www.shipspotting.com

Imagem: Naval.com.br


BPC Dixmude (L9015)

Imagem: jacqueslucienne2.wordpress.com
Imagem: korearms.egloos.com 
Imagem: korearms.egloos.com 
Image
Imagem: The South African Air Force
São  Navios de Projeção e Comando de Forças Anfíbias, com características de Assalto Multipropósito, de 21.000 ton de carga máxima, chamados de BPC (Bâtiment de Projection et de Commandement - Navio de Projeção e Comando) pertencentes a Classe Mistral, também conhecida como Projeto NTCD (Nouveaux Transports de Chalands de Debarquement- Novos Transportes de Lanchas de Desembarque) da DCNS, construídos pela Marine Nationale Française. A classe é composta de três navios de assalto anfíbio, também conhecidos como porta-helicópteros.  Um navio da classe Mistral é capaz de transportar e implantar 16 helicópteros NH90 ou Tiger, 4 lanchas de desembarque, até 70 veículos, incluindo 13 carros de combate Leclerc, ou um forte batalhão de 40 carros de combate Leclerc, e 450 soldados. Os navios são equipados com um hospital de 69 leitos, e são capazes de servir como parte de uma Força de Reação da OTAN, ou com as forças de paz das Nações Unidas e União Européia. 

Três navios da classe estão em serviço na Marinha da França: Mistral (L9013) e Tonnerre (L9014) e o Dixmude (L9015) cujos trabalhos tiveram início em abril de 2009 sendo entregue ao organismo de aquisições de defesa francesa em 3 de janeiro de 2012, três meses antes do previsto. Está previsto  o início dos trabalhos relativos a um um quarto navio que será construído. 

A construção do Mistral (L9013) e do Tonnerre (L9014) pelo Estaleiro Alstom Marine Chantiers de l'Atlantique teve início em 2000. O Tonnerre somente entrou em serviço em 2007 na Força de Ação Naval  baseada em Toulon, devido a problemas na construção dos alojamentos e esteve no Rio em junho daquele ano em rota para a África do Sul. O Mistral entrou em serviço um ano antes.

Cada Mistral mede 210 x 28 metros e sua tripulação é de 160 marinheiros, com capacidade para 450 tropas. Seu deque de vôo tem 5.200 m2 com 6 helipontos. Leva até 22 aeronaves VSTOL e helicópteros, sendo 16 no hangar de 1.800 m2. Possui ainda um hospital com área de 850 m2. Sua propulsão é totalmente elétrica.

Em dezembro de 2008, o ministro da defesa francês, Hervé Morin, indicou que permitiria a encomenda antecipada de uma terceira unidade da Classe Mistral.


A um custo estimado em 300 milhões de euros, o estaleiro de Saint-Nazaire (agora STX França, com 33% de participação do governo) terá a totalidade da construção. 



Nossos Leitores

Agora, São Paulo-SP, Brasil

Publicidade

O Estado de S. Paulo, São Paulo-SP, Brasil


Veja Mais:

O Estado de Minas, Belo Horizonte-MG.

O Globo, Rio de Janeiro-RJ.

Diário do Nordeste, Fortaleza-CE.

Meia Hora, Rio de Janeiro-RJ.

O Dia, Rio de Janeiro-RJ.

O Extra, Rio de Janeiro-RJ.

Di­gite seu e-​mail na caixa acima. Faça seu ca­das­tro em nosso Feed via FeedBurner. Não esqueça de acessar a caixa de entrada do seu e-​mail para confirmar o ca­das­tro.

Clique Aqui para saber mais.